Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Valsa de um Homem Carente

por Carlos Nunes Lopes, em 20.06.09

A tarefa não era fácil. Sócrates teve apenas dez dias para ler o guião e representar esta nova personagem. A peça foi longa e não havia ponto.

Aqui fica uma singela homenagem pelo desempenho na apresentação pública da nova personalidade.



Posts mais comentados