Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




tive um pesadelo.

por Alexandre Borges, em 02.10.15

XX Governo Constitucional

 

António Costa – Primeiro-ministro

 

Jerónimo de Sousa – Vice-primeiro-ministro

Catarina Martins – Ministra Adjunta e de Estado

 

Ferro Rodrigues – Ministro dos Negócios Estrangeiros

Bernardino Soares – Ministro da Defesa

Mário Centeno – Ministro das Finanças

 

João Galamba – Ministro da Economia

Mariana Mortágua – Ministra da Justiça

Pedro Filipe Soares – Ministro do Trabalho e da Segurança Social

 

Pedro Silva Pereira – Ministro da Presidência do Conselho de Ministros

Augusto Santos Silva – Ministro da Administração Interna

Pedro Nuno Santos – Ministro dos Assuntos Parlamentares

 

Isabel Moreira – Ministra da Educação

Correia de Campos – Ministro da Saúde

Pacheco Pereira – Ministro da Cultura

 

Heloísa Apolónia – Ministra do Ambiente

Carlos César – Ministro do Mar

Luís Fazenda – Ministro da Agricultura

 

Carlos Zorrinho – Ministro para a Modernização Administrativa

Jorge Coelho – Ministro das Obras Públicas

António Filipe – Ministro para os Assuntos Europeus


comentários

Sem imagem de perfil

De Lufra a 02.10.2015 às 15:42

Isso seria um governo para a Coreia do Norte?
Sem imagem de perfil

De Este Blogue precisa de um nome a 03.10.2015 às 16:56

sem sombra de dúvida, o melhor comentário :-D
Sem imagem de perfil

De anónimo a 02.10.2015 às 15:57

Carlos Cesar - Ministro do Mar e dos Oceanos - para estar à altura dele.

Luis Fazenda - Ministro da Agricultura Biológica

Pacheco - Ministro da Multiculturalidade.

O meu pesadelo ainda era pior
Sem imagem de perfil

De PiErre a 02.10.2015 às 16:05

Que ministros tão sinistros!...
Sem imagem de perfil

De FGCosta a 02.10.2015 às 16:26

Nesse caso faltaria ainda um ministro importante: Ministro do Controlo da Emigração e Vigilância Fronteiriça. Talvez a Raquel Varela?
Sem imagem de perfil

De FGCosta a 02.10.2015 às 16:31

Já agora, discordo do ministro da saúde. Correia de Campos, apesar de surtos esquerdistas, não está ao nível dos restantes. Ficaria muito melhor o António Arnaut.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Santos a 02.10.2015 às 16:49

Que sinistros tão ministros !
Sem imagem de perfil

De Algarve a 02.10.2015 às 18:33

E estamos a uma semana de alguns destes quintuplicarem o ordenado.O PSD também não tem feito um trabalho tão bom que possa criticar os outros,até nos sacos de plástico colocou impostos,multas nas finanças são 10 vezes mais caras,IMI casas que valem 20 mil euros pagam IMI de 60 mil enquanto casas que valem 10 milhões de euros pagam IMI de 50 mil,eu próprio conheço um caso desses,imagine quantos milhões de casos destes existem por todo o país,aumentaram todos os impostos,até os carros avariados e alguns que não existem pagam imposto de circulação,no PSD até podem ser os melhores entre todos os partidos mas só porque os outros nem para taxistas servem,são o esterco do povo português ,até é difícil encontrar pessoas tão incompetentes a todos os níveis.
Sem imagem de perfil

De luis miguel a 02.10.2015 às 18:40

Vocês formam um coro tão afinado que até comove, parece um rebanho, é o pensamento único da direita, que tristeza

Um governo assim talvez ainda salvasse os pobres e os remediados deste país, infelizmente a direita meteu medo a muita gente e ganhará as eleições, vamos ter o país governado pelos campeões do marketing, não por quem é competente.

Mais quatro anos com esta gente e a miséria vai alastrar, os jovens vão desaparecer para o estrangeiro...que tristeza...mas os cofres do estado cheios, como adorava repetir Salazar...vai ser o salve-se quem puder
Sem imagem de perfil

De A Mim Me Parece a 02.10.2015 às 20:33

É facto que Salazar tinha os cofres cheios - e de ouro! - mas não me recordo dele andar a vangloriar-se disso. Mas ... é mau um país ter os cofres cheios, de divisas ou de ouro? Ou mau é ter os cofres cheios de dívidas e, apesar disso, o governo - qualquer governo - continuar a endividar-se para satisfazer os seus compadres através de obras faraónicas? A mim parece-me que este luis miguel é um verdadeiro socretino.
Sem imagem de perfil

De anonimo a 02.10.2015 às 23:24

"é um verdadeiro socretino."
Não, é só - cretino.
Sem imagem de perfil

De anonimo a 02.10.2015 às 21:34

Que chorrilho de palermices.
Sem imagem de perfil

De José7 a 03.10.2015 às 13:30

Serão mais do que compensados pelos migrantes que até constituem famílias mais numerosas...
Sem imagem de perfil

De luis miguel a 03.10.2015 às 13:55

pois é, é bonito ver jovens a acabar licenciaturas e a ter que sair daqui contra a sua vontade, oxalá que o seu comentário seja lido por muitos indecisos, pode vir a ser o clic que faltava.
impressionante a insensibilidade da direita.
Sem imagem de perfil

De Este Blogue precisa de um nome a 03.10.2015 às 16:55

mas, nós - de direita - nunca dissemos que éramos sensíveis. onde leu semelhante coisa? toda a gente sabe que bom coração, sensibilidade, solidariedade são monopólio da esquerda. oh Luís Miguel, não escreva o que não sabe: «nós de direita não tempos ponta por onde se nos pegue» toda a gente sabe. sensibilidade? isso foi o quê? uma piada?
Sem imagem de perfil

De Acordei com o coração aos pulos a 03.10.2015 às 20:35

Luís Miguel - responsável das "Conversas em Família» na RTP
Sem imagem de perfil

De Carlos Guerreiro a 02.10.2015 às 20:50

O Costa tinha pensado no Centeno para as Finanças, mas o mano Ricardo falou-lhe no Artur Batista Silva, e ficou decidido ABS nas Finanças, e o Centeno fica num quarquer observatório para fazer estudos...
Sem imagem de perfil

De rui a 02.10.2015 às 22:14

Daniel Bessa: “O regime mudou no dia do ‘não’ a Salgado”.

Comentar post


Pág. 1/2